Ministério Público pede para prefeitura de Formosa do Oeste recuperar Apertado

O Município de Formosa do Oeste, Oeste paranaense, tem 45 dias para elaborar um plano de manejo para a recuperação e gestão do Parque Municipal Apertado, área de floresta nativa em que o Rio Piquiri apresenta corredeiras estreitas. O lugar foi declarado patrimônio cultural, paisagístico, ecológico e turístico da cidade, conforme Lei Municipal 784/2014, mas encontra-se abandonado.

A deliberação para que seja criado um plano de manejo do parque partiu do Ministério Público do Paraná, por meio da Promotoria de Justiça de Formosa do Oeste. O MPPR destaca que a prefeitura deve incluir a comunidade na formulação do projeto, tendo como ponto principal a conservação do local e a proteção da diversidade biológica, bem como o turismo e a educação ambiental. A recomendação destaca que, após elaborado, o trabalho deve ser apresentado à população.

No documento, expedido no dia 29 de janeiro ao prefeito, a Promotoria de Justiça aponta que o lugar “está desocupado, degradado e sendo incorretamente utilizado pelas pessoas que frequentam a localidade para recreação.”